Análise do discurso aplicada à educação linguística

ISBN 978-65-990019-3-2
eISBN 978-65-86101-09-6

Autor/Organizadores: Cristiano Silva de Barros; Elzimar Goettenauer de Marins-Costa

INTRODUÇÃO

Este livro resulta da disciplina Seminário de Tópico Variável em Linguística Aplicada: Análise Discursiva de Textos da Mídia no Ensino de Línguas, ministrada no segundo semestre de 2018, no Programa de Pósgraduação em Estudos Linguísticos (PosLin) da Faculdade de Letras da UFMG. A proposta era abordar a importância da inserção de uma perspectiva discursiva na educação linguística no contexto escolar, sobretudo em atividades de leitura, visto que a perspectiva linguística, normalmente com ênfase na gramática, é ainda privilegiada pelos professores de língua portuguesa e de línguas adicionais. Não era nosso propósito discutir a pertinência ou não de um ensino cujo fio condutor fossem conteúdos gramaticais, pois essa é uma discussão com mais de duas décadas no ambiente acadêmico. Por ouro lado, queríamos enfatizar a importância do texto, ou mais especificamente do gênero discursivo, como objeto de ensino, o que necessariamente implica a adoção de uma concepção de linguagem e uma opção teórico-metodológica que se distanciam de propostas pedagógicas centradas em normas gramaticais.

Na disciplina, tomamos como pressuposto que práticas pedagógicas de leitura e de escrita concebidas sob o viés discursivo dos gêneros requerem o enfoque de seus elementos constitutivos: o estilo, a forma de composição e o tema. Contudo, enquanto os dois primeiros elementos são mais perceptíveis, pois se referem aos recursos linguísticos e à estrutura, respectivamente, o tema é menos visível, já que diz respeito ao “[…] conteúdo inferido com base na apreciação de valor, na avaliação, no acento valorativo que o locutor (falante ou autor) lhe dá” (ROJO; BARBOSA, 2015, p. 87; grifos das autoras). Assim, o acesso ao tema se dá pelo discurso, instância abstrata e, consequentemente, de maior complexidade para abordagem na sala de aula.

Escolhemos delimitar para estudo na disciplina os gêneros discursivos informativos da esfera jornalística porque, conforme ressalta Teun van Dijk (2005, p. 63), “a maior parte do nosso conhecimento social e político e das nossas crenças sobre o mundo deriva das dúzias de relatos noticiosos que lemos ou vemos todos os dias”. De fato, as notícias e as reportagens talvez sejam hoje os gêneros de maior circulação entre as pessoas que têm acesso à internet. Portanto, o trabalho com esses gêneros na sala de aula é, além de conteúdo obrigatório segundo a Base Nacional Comum Curricular, um compromisso ético, se o propósito do professor da educação básica é formar cidadãos críticos.

A bibliografia principal da disciplina foi constituída por três autores: Patrick Charaudeau, com o livro Discurso das Mídias (2013); Wander Emediato, com o artigo “A construção da opinião na mídia” (2013); e Ruth Amossy, com o artigo “Argumentação e Análise do Discurso: perspectivas teóricas e recortes disciplinares” (2011). Essas referências teóricas nos permitiram aprofundar os seguintes tópicos: a informação é uma questão de linguagem (CHARAUDEAU, 2013); textos narrativos, tais como os informativos da esfera jornalística, possuem uma dimensão argumentativa (AMOSSY, 2011); a dimensão argumentativa no discurso da informação pode ser constatada por meio de estratégias de enquadramento (EMEDIATO, 2013).

Nosso objetivo com a disciplina abarcava tanto análises discursivas de textos informativos, com base nesses fundamentos teóricos, como a transposição didática das noções de dimensão argumentativa e de estratégias de enquadramento para propostas de leitura.

Alguns dos trabalhos produzidos pelos alunos para a disciplina, sob a forma de artigos acadêmicos, encontram-se reunidos neste livro. Faz parte também da coletânea um artigo derivado de uma pesquisa de iniciação científica, com base no mesmo referencial teórico mencionado, realizada durante o ano de 2018 com bolsa fornecida à estudante, coautora do texto, pela FAPEMIG.

Trata-se, portanto, de uma tentativa de aproximação entre teoria e prática, entre reflexões desenvolvidas no espaço acadêmico e o desejo de transcender a universidade e chegar às escolas.

Esperamos que a leitura dos artigos aqui apresentados seja instigante!

Deixe uma resposta