Relacionamentos amorosos: o antes, o durante e o depois – Volume 3

eISBN: 978-85-5522-013-5

Autor/Organizadores: Thiago de Almeida

Prefácio

A tarefa editorial de se coordenar um livro versando sobre as relações amorosas em suas múltiplas significações existenciais exige do seu organizador esmero intelectual, paciência e, sobretudo, visão holística.

Thiago de Almeida efetiva essas três disposições em Relacionamentos amorosos: o antes, o durante… e o depois, em seu terceiro volume. O organizador, dedicado de corpo e alma ao tema e honorável referência profissional no tratamento das dificuldades das relações amorosas, lega ao leitor uma contribuição fundamental para os estudos sobre o amor em uma perspectiva multidisciplinar, pois diversa é a fortuna crítica que fundamenta os textos reunidos nesse inestimável exemplar. Impossível não nos afetarmos pelas ideias de Thiago de Almeida e, por conseguinte, de seus colegas colaboradores.

O estudo do amor na denominada sociedade de consumo e a fragilidade das relações humanas mediadas pelos signos fetichistas do capitalismo constitui um dos eixos de minhas pesquisas, e afirmo publicamente que conhecer e estudar as obras de Thiago de Almeida é um estímulo para a ampliação de meu repertório crítico sobre o tema. Isso evidencia a importância intelectual de um pesquisador estar sempre atento aos debates sobre questões que permeiam cotidianamente seus pensamentos.

Ainda que a Psicologia seja o norte diretor das atividades de pesquisa e de profissão dos autores envolvidos, contribuições fundamentais da Filosofia, da Antropologia, Semiologia, da Sociologia e da Economia não foram excluídas, circunstância que evidencia a importância do diálogo entre os saberes para que os segredos do amor sejam razoavelmente desvendados. Com efeito, alguém ousa decifrar de forma tão peremptória os sentidos do amor? Perante um afeto tão impactante em nossa constituição existencial, não podemos também silenciar, mas sim corajosamente nos aferramos na sua compreensão, de modo que assim quem sabe possamos conhecer a nós mesmos e quiçá sermos um pouco mais felizes em uma realidade social tão crua.

Relações amorosas marcadas pela efemeridade, o poder do dinheiro influenciando a condução das relações amorosas, as ambiguidades da pornografia, a alteridade do amor, os paradigmas do amor na dita pós-modernidade, os fatores que determinam o sucesso nas relações amorosas em tempos caracterizados pela decretação da falência do casamento, o papel do ciúme no fortalecimento e enfraquecimento dos vínculos afetivos, em suma, um caleidoscópio de ideias acerca de um sentimento capaz de mobilizar os seres humanos para as ações mais insólitas. A lista de temas certamente é interminável, e acredito que é angustiante, do ponto de vista intelectual, não conseguirmos dar conta de tantas outras reflexões, em apenas um livro. Daí a esperança de que a pujança criativa continue estimulando novas parcerias, novas contribuições autorais e, acima de tudo, novas leituras, pois enquanto houver um intelectual que analise o amor, o mesmo continuará vivo no mundo acadêmico, pois no mundo da vida o amor sempre será a tônica das nossas existências, nos atos, nos discursos, em tudo.

Não espere o leitor respostas fáceis para os problemas existenciais decorrentes da vivência do amor. Esse livro não é uma panaceia para solucionar impasses e turbulências afetivas, mas a efetivação de um consistente projeto que visa proporcionar um entendimento humano da potência construtiva do amor, base de todas as nossas aspirações existenciais.

Renato Nunes Bittencourt

Deixe uma resposta