Aquisição da linguagem na sala de aula: relato de pesquisa extraclasse, glossário de termos e propostas de atividades

ISBN: 978-65-87645-01-8

Autor/Organizadores: Vicente de Paula da Silva Martins

À GUISA DE APRESENTAÇÃO

Como as crianças adquirem a fala? Para respondermos a esta questão tão complexa, temos que praticamente participar de pugilato teórico que defende diferentes abordagens sobre a Aquisição da Linguagem. Os defensores mais tradicionais apontam, para o surgimento da linguagem, a imitação, o condicionamento. Outros, os progressistas, veem o inatismo como a resposta mais científica à luz dos postulados do gerativismo. Ainda outros estudiosos consideram um pouco de cada um desses. Na verdade, estamos diante de duas fortes correntes filosóficas, o empirismo e o racionalismo, com influência nos estudos da linguagem. As visões behavioristas (Skinner) postulam que a criança adquire uma língua por meio de reforços, estímulos e imitação, daí, as primeiras pesquisas na área de Aquisição da Linguagem. No final dos anos 50, surgiram teóricos como Noam Chomsky e sua visão inatista; Jean Piaget, com postulados construtivistas; Vygostky, com o interacionismo, entre outros, que deram uma nova tônica aos estudos aquisicionistas. Por essa razão, nos cursos de graduação em letras e pedagogia, em geral, a disciplina Aquisição da Linguagem objetiva levar o aluno a discutir as diferentes propostas teóricas que pretendem dar conta do processo de Aquisição da Linguagem e a relação entre os diversos componentes da linguagem e seu desenvolvimento à luz de dados – fonológicos, sintáticos e semânticos – da aquisição. Justifica-se, assim, a proposta de inserir neste livro um Glosssário com os principais termos da Aquisição da Linguagem, extraídos, principalmente, de estudos psicolinguísticos, da linguística contemporânea e psicologia cognitiva.

Os objetivos mais específicos da disciplina Aquisição da Linguagem estão o de proporcionar um panorama das teorias aquisicionistas e o estado atual das pesquisas na área de Aquisição da Linguagem no campo da Psicolinguística; conhecer os processos psicológicos envolvidos na aquisição da linguagem oral e escrita; e entre as temáticas da disciplina, podemos apontar o estudo da Linguagem no âmbito da Psicologia e da Linguística, com especial atenção a questões relacionadas à linguagem, sua natureza e aquisição e as abordagens teóricas sobre aquisição da linguagem.

Mais especificamente em Aquisição da Linguagem, são estudados também o surgimento da fala no primeiro, segundo e terceiro ano de idade; as características da linguagem na criança na educação infantil (pré-escola); e as estratégias da criança para a aquisição da linguagem.

Também são pertinentes, em Aquisição, os estudos dos problemas de linguagem na criança, com especial atenção à questão dos atrasos de linguagem na criança e as dificuldades específicas na linguagem leitura, escrita e fala.

O livro ficou estruturado assim: na primeira parte, é feito um breve relato de pesquisas extraclasses junto a mães de crianças da segunda infância (de 3 a 5 anos) para recolha de suas primeiras palavras; na segunda parte, apresentamos sucintamente como montamos o Glossário de Aquisição da Linguagem e em seguida disponibilizamos, alfabeticamente, os termos (psico) linguísticos com foco na disciplina em tela; e na terceira e última parte, oferecemos um questionário simplificado (meramente ilustrativo) com 20 questões que cobrem os grandes tópicos de estudo em Aquisição da Linguagem, seguido de indicação de leitura de artigos disponíveis na Internet a partir de uma criteriosa seleção de autores já consagrados na área psicolinguística.

Deixe uma resposta