Língua, literatura e ensino

eISBN: 978-65-87645-30-8
ISBN: 978-65-87645-31-5

Autor/Organizadores: Ediene Pena Ferreira; Roberto do Nascimento Paiva

APRESENTAÇÃO

SIGNIFICADO DE LEITURA

Roberto do Nascimento Paiva


O pensamento é um fio de melodia correndo ao longo
da sucessão de nossas sensações
C. S. Pierce

Será por meio da leitura deste E-book, promovido e organi-zado pela coordenação do ProfLetras-Ufopa que o leitor está con-vidado a decifrar o significado de leitura a partir dos temas aborda-dos aqui; também irá percorrer pelo significado de ensino de Lín-gua Portuguesa por meio de suas didáticas que vão alicerçar o tra-balho do professor em sala de aula e fora dela.

Sabemos que toda Língua tem sua própria dinâmica e logicid-ade, mas será a língua portuguesa que permeará todo o trajeto que o professor e o aluno deverão percorrer para aprender a ler e a escrever e este trajeto demarcará vários limites e potencialidades para ambos construírem seus acervos de conhecimentos para uti-lizar em suas vidas cotidianas.

Observaremos na leitura atenta deste e-book que nessas vidas cotidianas de professor e aluno, seja qual for o nível escolar, enten-deremos que o desejo inclui um elemento de prazer, assim como elemento da vontade, que desejar ler não é querer; é uma variação especulativa do querer misturada a uma sensação especulativa e antecipatória do prazer na vida mental do educando.

Todo fenômeno de nossa vida mental é, de certo modo, como a cognição e, por isso, toda emoção e todo exercício de vontade; considerando que essa cognição deverá ser distinta em cada ser dentro do contexto de aprendizagem, mas apresentará algo em co-mum no ato de ler e de escrever na dinâmica da língua a partir de seus significados.

Para um ensino de língua portuguesa ser significativo o pro-fessor poderá tornar seu método a um caráter hipotético, traduz-indo seu enunciado singular em algo hipotético para se determinar o significado empírico; a um caráter operacionalista, insistindo em que os condicionais façam referência a uma utilização prática pelo aluno; caráter experimentalista, insistindo ao condicionante fazer alusão a algo observado ou experimentado pelo professor, cum-prindo as normas impostas por este. Ou seja, um texto que não se transforma de maneira prevista é destituído de significado. Se o aluno for incapaz de traduzir um enunciado, dando-lhe uma forma nova, o texto não fará sentido. Poderá, obviamente, evocar imagens ou estimular emoções, mas terá que fazer sentido para o entendi-mento da língua. A língua e a linguagem, como diria Peirce, seria algo que caberia na categoria de símbolos, pois se distinguem dos demais signos pelo seu caráter convencional. Esse convencional-ismo é percebido em termos de regras e normas, não cabendo in-terpretações livres, apenas as aceitas igualmente por todos.

Perceberemos no transcorrer da leitura dos textos escolhidos para este e-book que o ensino de língua portuguesa por meio da literatura e dos gêneros literários elucidarão as questões acima por serem instrumentos de um ensino significativo interessante, porém cheio de desafios quanto à aprendizagem da leitura em si, em todos os seus aspectos e tramas.

Um comentário em “Língua, literatura e ensino

Deixe uma resposta