Leitura, linguagens e práticas de ensino: reflexões e propostas do PROFLETRAS

eISBN: 978-65-87645-98-8

Autor/Organizadores: Letícia Queiroz de Carvalho; Edenize Ponzo Peres; Mayelli Caldas de Castro

APRESENTAÇÃO

A prática de ensino de língua e literatura na educação básica tem suscitado debates e pesquisas no campo educacional, principalmente no que tange à necessidade constante de uma reavaliação da postura docente, da comunidade escolar como um todo e dos segmentos sociais que pensam a educação e as políticas públicas na área da formação inicial e continuada do profissional de Letras.

Em meio a um contexto desafiador que tem instigado novos caminhos para o contato com as questões da linguagem no universo da sala de aula, seja por questões políticas que têm restringido recursos e o acesso à cultura, seja pela grave crise sanitária por que passamos e que nos afasta do contato com os nossos alunos, seja pela desvalorização da docência e das Ciências Humanas em nosso cenário, destacar práticas exitosas de leitura, escrita e linguagens no Ensino Fundamental é da maior relevância para que a esperança retorne em tempos de tanto desencanto!

Os artigos que compõem este livro emergiram de pesquisas já concluídas, no contexto do Mestrado Profissional em Letras – Profletras, do Instituto Federal do Espírito Santo, campus Vitória, sem perderem de vista a realidade das práticas escolares no Ensino Fundamental, por meio de um exercício constante entre as apropriações teóricas do curso e as condições objetivas de trabalho que se apresentam para os nossos professores/pesquisadores.

A pertinência das análises desses mestrandos advém, principalmente, da autoridade com que apresentam, como professores da escola pública, o cotejamento entre os seus estudos no Profletras e as necessidades concretas que emergem em seus cotidianos na escola. Vale destacar que a proposta do Mestrado Profissional, cujo núcleo central de pesquisa é o diálogo entre teoria e a prática profissional dos seus alunos, vai cada vez mais ao encontro das demandas da educação básica.

Possamos, pois, ler e refletir sobre as propostas e reflexões do Profletras para as práticas de ensino de língua, literatura e linguagens, de modo a consolidarmos a nossa resistência na luta por uma escola básica de qualidade e acessível a todos, ao ampliarmos as nossas concepções de ensino na área de Letras, por meio das vozes docentes que ecoam a realidade das escolas públicas, ainda tão esquecidas no contexto político em que nos encontramos.

Boa leitura!

As organizadoras

Deixe uma resposta