Diálogos para prevenção da Covid-19 nos territórios rurais

ISBN: 978-65-5869-010-8

Autor/Organizadores:

Luís Fernando Soares Zuin; André Luiz Monteiro Novo; Artur Chinelato de Camargo; Fabio Gregori; Luciane Ribeiro do Valle;
Gabriel Arroyo; Juliana do Amaral Moreira C. Vaz; Cristiane Vieira Peres Fragalle; Cristiane Barelli; Poliana Bruno Zuin; Diany Akiko
Lee; Miguel Alejandro Díaz Manrique; Fernando de Lima Caneppele; Hélio Vicente Vieira da Silva

Prefácio

Sem dúvida, a pandemia do novo coronavírus (SARSCoV-2) vem exigindo da população urbana e rural mudanças nos hábitos e na compreensão existente sobre como realizar as tarefas diárias, tanto em casa como no local de trabalho.

Adotar medidas básicas de saúde e de comportamento é fundamental para proteger tanto aos indivíduos quanto suas famílias e pessoas em geral. Nesse sentido, as ferramentas que a tecnologia digital oferece nos permitem desenvolver diferentes estratégias para a prevenção e o cuidado das comunidades rurais e, ao mesmo tempo, continuar com o acompanhamento no campo e manter uma comunicação fluida entre técnicos, agricultores e até mesmo compradores.

Proporcionar um ambiente seguro no meio rural impacta tanto localmente quanto nos grandes centros urbanos. O risco de uma rápida expansão da pandemia em nível rural pode gerar rupturas no abastecimento e fornecimento de alimentos, afetando a segurança alimentar da população urbana e rural, isto, somado à vulnerabilidade gerada para os agricultores e suas famílias por não obterem a renda necessária para sustentar seus serviços e necessidades básicas.

A resiliência é fundamental diante deste novo cenário, e é por isso que tanto a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), os governos nos países, as universidades, entre outras instituições estão promovendo e propondo um ambiente de informação e inclusão para os agricultores, suas famílias e a comunidade.

Com uma série de medidas preventivas os países estão gerando espaços mais seguros para o intercâmbio de conhecimentos e comercialização de produtos, entrega de insumos básicos, itens de proteção, facilitação de seguros e crédito agrícola como medidas de política pública, bem como a entrega de cestas e insumos como medida paliativa para enfrentar a pandemia.

Neste cenário a educação inclusiva e a conscientização participativa são fundamentais para gerar um ambiente de convivência saudável, diminuindo os medos e preocupações, protegendo a saúde física e mental das famílias, facilitando a continuação de suas atividades e seu desenvolvimento abrangente, apesar da pandemia do coronavírus.

Esta publicação oferece informações valiosas para diminuir os riscos de contaminação pelo coronavirus. Através de protocolos simples, acessíveis a produtores, extensionistas e população em geral, realiza uma contribuição excepcional para a sociedade. Uma ferramenta para proteger a vida!

Adriana Gregolin
coordenadora regional do Projeto de Cooperação Sul-Sul Trilateral +Algodão (FAO/ONU – ABC/MRE)

Anúncios

Deixe uma resposta